Quem sou eu

Santos, São Paulo, Brazil

domingo, abril 03, 2005

Intitulável


Não fala isso...
Não fala isso ainda, pensa um pouco...
Não desta forma.
Não aqui e agora,
Não deste jeito, cheio de mágoa.

Ainda não é a hora certa, espera!

Ontem eu quis te falar, também tremi!
E aí quase te falei, acovardei...
E eu acho que no fundo eu falei, sem falar, com o olhar talvez...
Mas talvez tu não tenhas notado.
Ou talvez, a gente nem esteja mais falando das mesmas coisas.

Não creio, eu sei que estamos falando exatamente da mesma coisa.

Simplesmente porque sou eu, e és tu.
Porque a verdade é que sempre conseguimos ler e ter um ao outro.
Então lê e crê.
Entendes que eu te digo escrevendo.

5 comentários:

Å®t_Øf_£övë disse...

Escondes nestas tuas palavras a frase "eu te amo"....julgo que quando amamos devemos dizê-lo abertamente e sem receios,medos ou vergonhas.
É tão bom sentir o amor.
Boa semana.
Bjs.

Águas de Março disse...

Fala, diz logo o que há para dizer, agarra a oportunidade e o momento; pode ser o certo, pode não o ser, mas só falando isso se descobre.
Boa semana e beijocas.

O Micróbio disse...

Em vermelho, na cor do sangue, está o essencial das tuas palavras...

Daniel Aladiah disse...

Querida Angélica
É bom que ele entenda, senão você tem de explicar...
Um beijo
Daniel

Anônimo disse...

Eu te amo? Será isso...
Paulo - novavida.blogs.sapo.pt